APRESENTAÇÃO DO LIVRO
 

 
Apresentação do livro O Eixo do Mal Latino-Americano e a Nova Ordem Mundial, de Heitor De Paola, publicado pela É Realizações.

Diz o ditado que “não há mal que não venha para bem” – e atualmente, no caso da América Latina, nunca teria sido tão certo dizê-lo, porque a terrível ameaça que paira sobre nossa região despertou poderosas e benéficas forças que antes se encontravam em estado latente.
Os políticos profissionais não são capazes de vencer o “Eixo do Mal”, já que com tal adversário não se trata de buscar votos, negociar cargos ou fazer promessas populistas, mas de assumir um compromisso supremo, arriscando a liberdade e mesmo a própria vida.
Diante do fracasso dos políticos e do perigo iminente, alguns cidadãos comuns se viram obrigados a assumir uma liderança política e a se converter em estadistas. Empresários em Santa Cruz de la Sierra, estudantes e donas de casa na Venezuela, militares e professores universitários na Colômbia, agricultores na Argentina, para mencionar alguns exemplos, dão-nos um testemunho heróico. É a identidade latino-americana – cristã e ocidental –, inscrita na alma de cada um deles, que se rebela contra o novo paradigma cultural do Foro de São Paulo, baseado no totalitarismo etnocêntrico.
Heitor De Paola é um claro expoente da nova liderança que está surgindo em nossa região. Bem-sucedido como psiquiatra, membro de importantes sociedades como a International Psychoanalytical Association, dedicou boa parte de sua vida a investigar minuciosamente a transformação do comunismo, desde sua etapa primitiva e patente – a ditadura de Stálin –, até sua manifestação mais sofisticada e perversa, que consiste em distorcer a mente e não apenas o corpo.
De Paola – ciente de que para vencer o inimigo é preciso primeiro conhecê-lo – elaborou um acurado estudo sobre o neocomunismo, partindo do período do pós-guerra até o Foro de São Paulo, organização que já conta entre seus membros com doze presidentes latino-americanos.
É de grande relevância o seu estudo sobre a estratégia de Antonio Gramsci e a Escola de Frankfurt, porquanto coloca em evidência a guerra psicológica do inimigo, baseada no controle ideológico e cultural. Ser-lhe-á igualmente proveitoso conhecer as debilidades metodológicas do Ocidente, bem como os utilíssimos mentecaptos que fazem o jogo do “Eixo do Mal”.
Possivelmente o leitor sentirá uma preocupação imensa, porque conhecerá em profundidade a ameaça que trama contra toda a região; mas, feitas as contas, este livro é também fonte de esperança e inspiração: porque quando homens como Heitor De Paola decidem arriscar sua vida para denunciar o mal, isto significa que o bem despertou em nossos corações e está destinado a triunfar.

Alejandro Peña Esclusa
É especialista no tema da subversão na América Latina. Trabalhou como assessor do Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Venezuela. Foi convidado como conferencista nas Américas do Norte, Centro e Sul, assim como na Europa. Aos trinta anos, depois de trabalhar com êxito na atividade empresarial, decide dedicar-se à política, porém sem militar nos partidos tradicionais. Foi candidato à Presidência da República da Venezuela no ano de 1998.