PÍLULAS SOBRE AS RAÍZES DA REVOLUÇÃO DE 64 - PARTE III the

 

Vamos recordar


 Parte 3


A primeira parte apresentou considerações sérias e profundas do Presidente Getúlio Vargas, a respeito do comunismo.


A segunda parte mostrou sábias manifestações de RUY BARBOSA, a respeito do comunismo.

E nesta terceira parte, publicou um contundente documento cujo título é  "Meditem os responsãveis pelo destino do País" e que, devidamente adaptado aos dias de hoje, continua atual. Sua leitura é importante.  (está transcrito abaixo e consta do anexo)

 

Meditem os responsáveis pelo destino do País

 

Há cerca de dois anos passados, sob o título-tema de "  ENTREGUISMO VERMELHO", publicamos um suplemento em forma de revista, denunciando o trabalho do comunismo internacional no sentido de arrastar para o  domínio da Russia soviética muitas nações de vários continentes, principalmente as de menor desenvolvimento econômico, como o Brasil.

Foi tão clara a exposição dos fatos e tão irrefutável a documentação  apresedntada naquele suplemento, que por muito tempo se estendeu a repercussão  da denúncia, glosada em vários comentários da imprensa, em declarações de líderes políticos democráticos e em afirmações decididas de autoridades eclesiásticas.

O suplemento trazia como epígrafe um trecho do discurso do Presidente Getúlio Vargas, que assim se referia aos comunistas e suas atividades anti-nacionais :

" A dissiminação da mentira, a felõnia, constituem as suas armas, chegando, não raro, à audácia e ao cinismo de se proclamarem  nacionalistas e de receberem  o dinheiro da traição para entregar a Pátria ao domínio estrangeiro. Sejam quais forem os disfarces e os processos usados, os adeptos do comunismo perseguem , invariavelmente os mesmos fins."

O decorrer do tempo comprovou cada uma dessas afirmações de Vargas. Mais adiante mostraremos que isso aconteceu em muitas partes do mundo, nos últimos dois anos. Qaunto ao Brasil, porém, basta pequeno esforço de memória para relembrar que  que no mesmo período os comunistas dissimularam, mentiram, proclamara-se nacionalistas, receberam dinheiro da traição e muito fizeram para entragar a Pátria  ao domínio estrangeiro. E assim continuam a agir, porque embora mudem de  de vez em quando as condições político-sociais e, consequentemente, seus métodos de ação o movimento comunistas internacional tem sempre os mesmos objetivos, que é a entrega  de nações ao domínio da Russia soviética.

O plano comunista, originário de Moscou, que denunciamos há dois anos passados, com forte reação democrática do povo brassileiro e. assim não conseguiu os efeitos desejados pelos dirigentes vermelhos. Mas os esforços  comunistas continuam, mais dissimulados, mais insidiosos, contra a liberdade e a independência dêste  País, deste Continente, do Mundo.

Para aferir os perigos permanente que nos ameaça e a muitos outros países, repetiremos os pontos básicos do plano comunista para a conquista da América Latina.

Meditem sôbre eles os responsáveis pelos destinos do País.

O Globo, de 13-05-1961